...
Início
Agosto de 2022
Horário

Sábado, das 8h30 às 17h

Sistema Embalagem e a Indústria 4.0

Objetivo
Estudar  a cadeia de suprimentos, o gerenciamento colaborativo, os equipamentos e o projeto de sistema embalagem com aplicação dos conceitos da Indústria 4.0. 

Público-alvo
Designers, engenheiros, arquitetos, publicitários, administradores, gestores, consultores, profissionais liberais, profissionais de marketing e comunicação.

Carga Horária

122

Matrícula

Os valores correspondentes aos descontos por períodos serão concedidos de acordo com a data de pagamento da taxa de Reserva

Até 20 de junho R$ 1.340,00
Até 20 de julho R$ 1.420,00
Após 20 de julho R$ 1.675,00

Veja opção de financiamento
por módulo

Descontos

Ex-aluno graduado na Mauá: 10%
Grupos (2 ou mais alunos): 10%
Associados da AEXAM (ex-alunos): 15%
Ex-aluno graduado na Mauá em 2021: 30%
Empresas conveniadas (a consultar)

Investimento

Matricula + 5 parcelas de R$ 1.675,00*
Condições especiais para ex-alunos, grupos e empresas conveniadas

*Investimento por módulo (120 horas)

Taxa de Reserva: R$ 280,00

O pagamento poderá ser efetuado por meio de boleto, cartão de débito ou crédito. Na efetivação da matrícula essa Taxa de Reserva será deduzida do valor da matricula. Em caso de desistência da matrícula o valor da taxa de reserva não será devolvido e a retenção se faz necessária para pagamento das despesas administrativas relativas ao processo seletivo, conforme preconizado no Código de Defesa do Consumidor. Caso não haja número de alunos interessados para formação de turma, o valor correspondente à Taxa de Reserva será devolvido integralmente.

*Valores atualizados para 2022, sujeitos a correção por índices inflacionários para o período de 2023.

São Caetano do Sul

Curso In Company Mais Informações

Coordenador

Abrir informações do corpo docente
Antonio Carlos Dantas Cabral
Doutor em Engenharia de Produção pela USP. Mestre em Food Science - RUTGERS - The State University of New Jersey. MBA em Marketing pela FGV. Engenheiro de Alimentos pela Unicamp. Experiência como gestor de desenvolvimento de sistemas de embalagem em grandes empresas de bens de consumo: Refinações de Milho Brasil, Bunge e Unilever. Participação ativa na criação do Centro de Tecnologia de Embalagem (CETEA) do ITAL, em Campinas. Na Mauá, desde 1989, foi professor e coordenador do curso de Engenharia de Produção e atualmente é coordenador e professor de cursos de Pós-graduação em Indústria 4.0 e Engenharia de Embalagem.

Disciplinas



Cadeias de Suprimentos e o Sistema Embalagem
24h
Abrir mais informações da disciplina

Apresentar critérios e indicadores de gestão e governança e analisar criticamente o papel dos atores nas cadeias de suprimentos e no Sistema Embalagem. Discutir estratégias para distribuir o valor gerado pelas operações de forma equânime entre esses atores. Apresentar as interfaces e as sinergias entre o Sistema Embalagem e as diferentes cadeias de suprimentos e os recursos tecnológicos que podem ser utilizados para otimizar o desempenho. Estudar e analisar casos práticos. As aulas são ministradas no Campus de São Caetano do Sul e em empresas colaboradoras.

Capacitação para a Indústria 4.0
8h
Abrir mais informações da disciplina

Apresentar o conceito da indústria 4.0 e a linha cronológica das revoluções industriais. Analisar o atual cenário industrial Brasileiro, frente aos demais países. Contextualizar as oportunidades e riscos dos impulsionadores frente à competitividade global, detalhada nos Relatórios do Fórum Econômico Mundial. Preparar os profissionais para compreenderem os conceitos básicos da metodologia Lean Manufacturing, um dos pré-requisitos para a implementação das soluções digitais. Estudar e analisar casos práticos.

Equipamentos para o Sistema Embalagem
24h
Abrir mais informações da disciplina

Apresentar os tipos e princípios de funcionamento dos principais equipamentos utilizados no Sistema Embalagem. Estudar as medidas de produtividade e eficiência (OEE) focadas no gargalo das linhas de produção e nos pontos críticos de controle. Avaliar criticamente os métodos de coleta e análise de dados com ênfase na instalação de sensores de baixo custo. Relacionar as medidas com a jornada rumo à Indústria 4.0. Estudar e analisar casos práticos.
As aulas são ministradas no Campus de São Caetano do Sul e em empresas colaboradoras.

Estatística para Análise de Dados
16h
Abrir mais informações da disciplina

Apresentar as ferramentas estatísticas necessárias para se compreender problemas de ciência de dados por meio de exemplos práticos e aplicados. Apresentar conceitos relacionados a estatística descritiva, abordando conceitos de princípios de amostragem, resumos gráficos e tabulares, tratamento de dados (análise de inconsistências na base de dados, detecção de outliers, transformação de variáveis) e verificação de ajuste de modelos. Apresentar conceitos relacionados a estatística inferencial: abordando estimação intervalar (determinação de margem de erro e dimensionamento de amostras) e os princípios dos testes estatísticos, necessários para a determinação de modelos de previsão. Estudar e analisar casos práticos.

Road Map para a Indústria 4.0
16h
Abrir mais informações da disciplina

Estudar os pré-requisitos em termos técnicos, organizacionais e de recursos, bem como propõe modelos de estrutura organizacional para implementar a cultura da indústria 4.0. Apresentar a metodologia para identificar o nível de maturidade das organizações em termos de Indústria 4.0, utilizando o conceito global da ACATECH - Academia Alemã de Ciências e Engenharia. Introduzir diferentes metodologias ágeis de implementação de projetos, frente ao cenário 4.0 que requer resultados rápidos e competitivos. Estudar e analisar casos práticos.

Sensorização para coleta de dados
16h
Abrir mais informações da disciplina

Apresentar os conceitos fundamentais sobre sensores. Mostrar o roteiro para responder as questões fundamentais: onde, quando e o que medir? Enfatizar a importância de conhecer os fundamentos e os indicadores chave dos sistemas produtivos nos quais que se pretende introduzir as ferramentas da Indústria 4.0. Estudar e analisar casos práticos.

Simulação de Melhorias nos processos
16h
Abrir mais informações da disciplina

Modelar sistemas produtivos para identificar pontos críticos e oportunidades de melhoria; Simular cenários utilizando softwares específicos. Estudar e analisar casos práticos.

Abrir informações do corpo docente
Antonio Carlos Dantas Cabral

Doutor em Engenharia de Produção pela USP. Mestre em Food Science - RUTGERS - The State University of New Jersey. MBA em Marketing pela FGV. Engenheiro de Alimentos pela Unicamp. Experiência como gestor de desenvolvimento de sistemas de embalagem em grandes empresas de bens de consumo: Refinações de Milho Brasil, Bunge e Unilever. Participação ativa na criação do Centro de Tecnologia de Embalagem (CETEA) do ITAL, em Campinas. Na Mauá, desde 1989, foi professor e coordenador do curso de Engenharia de Produção e atualmente é coordenador e professor de cursos de Pós-graduação em Indústria 4.0 e Engenharia de Embalagem.

Abrir informações do corpo docente
Ari Nelson Rodrigues Costa

Engenheiro Eletrônico pela POLI/USP, Físico pela USP, pós-graduado em Engenharia da Qualidade pela POLI/USP, em Engenharia de Embalagem pela Michigan State, e em Engenharia de Processos Industriais pelo IMT. Mestre em Engenharia Industrial pelo IMT. Doutorando em Sistemas Agroindustriais Sustentáveis pela UNICAMP. Experiência internacional em transferência de tecnologia, atuando nas áreas de automação, telecomunicações, gestão de produto, processos, qualidade de indústrias de diversos segmentos. Professor do Centro Universitário da Mauá. Pesquisador do Centro de Pesquisas do IMT no Núcleo de Sistemas Produtivos Inteligentes.

Abrir informações do corpo docente
Eduardo Antonio Scalese Junior

Mestre em Administração de Empresas (MPA) pela FGV EAESP e Engenheiro Mecânico pela Universidade Metodista de Piracicaba. Formado no General Manager College pela WestRock University e Darden School Of Business. Desenvolveu projetos sobre Economic profit com Ram Charam e trabalhos sobre estratégia de crescimento com Roger Martin, autor do livro Playing To win. Mais de 25 anos de experiência no mercado e papel e embalagem tendo atuado em empresas como Suzano Papel e Celulose, Bemis e WestRock (resultado da fusão da Rock Tenn e MeadWestvaco). Nos últimos 15 anos atuou como Diretor Geral da WestRock Divisão de Home, Health & Beauty na LatAm. Responsável pela estratégia de crescimento, P&L e pela execução do plano de expansão na região. Membro do Regional Leadership Team da WestRock. Experiência multicultural, liderando projetos com clientes globais, interagindo com interlocutores de diversas nacionalidades na América do Norte, Ásia, Europa e América Latina. Professor convidado pela FGV-EAESP nos cursos de Mestrado Profissional para a Gestão da Competividade – linha Supply Chain e do Master em Administração – linha Logística e Supply Chain.

Abrir informações do corpo docente
Fabio Andreosi

Designer de Produtos especialista em Gestão do Ciclo de Vida de Produtos, mestrando em Engenharia de Processos pelo ITA. Foi sócio fundador da PLMX Soluções, uma das empresas pioneiras em projetos de Indústria 4.0 no Brasil. Como consultor, atuou em diversos projetos e iniciativas de inovação e manufatura avançada na indústria, e atuou junto ao conselho executivo de empresas brasileiras na definição de estratégias e no entendimento dos impactos futuros na Indústria 4.0 e da inovação nos negócios e na sociedade. Palestrante e Professor nas disciplinas de inovação, gestão de ciclo de vida, estratégia para I4.0 para pós-graduação. Recentemente, assumiu um novo desafio como Head de Inovação e I4.0 na consultoria portuguesa PTC Group, buscando aplicar os aprendizados do Brasil, aproveitando o ótimo ambiente de negócios e inovação que se forma em Portugal.

Abrir informações do corpo docente
Luis Fernando Dagnoni Cassinelli

Graduado em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos. É conselheiro em Exercício da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Conselho Superior de Inovação e Competitividade – Fiesp (Conic). Na FAPESP, é Coordenação de Área - Pesquisa para Inovação PPP 1.

Abrir informações do corpo docente
Margarete Tiemi Doi Takeda

Sócia fundadora- diretora criativa da A10 ideias que transformam, empresa focada em estratégia de marca, design e inovação, membra da Glba- Global Local Branding Alliance com agências em São Paulo, Nova Iorque, Berlim, Shangai, Moscow, Istambul e África do Sul e premiada em vários prêmios importantes de design nacionais e internacionais. Graduada em design industrial na Universidade Mackenzie com especialização em Design e Design de Embalagem no Japão e em UX strategy na Miami Ad School São Paulo. Teve a oportunidade de trabalhar na Makoto Saito Design e Hakuhodo no Japão e como diretora de arte na DPZ e DM9 no Brasil. É Membra da Abre- Associacão brasileira da Abre e Abedesign e ex-coordenadora de design e professora da Miami Ad School São Paulo. Foi jurada de vários prêmios de design como Cannes Lions Awards, LIA London Festival Awards, Prêmio Abre e Brasil Design Awards.

Abrir informações do corpo docente
Nicolas Isidoro Oliva

Pós Graduado em Liderança pela IAE Business School-Buenos Aires. MBA em Logística e Supply Chain pela FGV. MBA em Direção de Empresas pela Universidade Del Cema UCEMA-Buenos Aires. Engenheiro Industrial pela Universidade Nacional de La Plata-Buenos Aires.