Notícias

Brasil possui o único laboratório independente e acreditado da América Latina para análise de geossintéticos

Espaço fica no campus do Instituto Mauá de Tecnologia, em São Caetano do Sul

A Engenharia Civil brasileira avança mais uma etapa para se fortalecer no cenário internacional. O Instituto Mauá de Tecnologia (IMT), por meio do Centro de Pesquisas (CP), é reconhecido internacionalmente como o único laboratório independente e acreditado da América Latina a oferecer ensaios acreditados para geomembranas, um tipo de geossintéticos, isto é, produtos industrializados constituídos por polímeros, sintéticos ou combinados com materiais naturais, utilizados para reforço estrutural, impermeabilização, drenagem, controle de erosão e filtração, em obras geotécnicas na Engenharia Civil e Ambiental (aterros sanitários, áreas contaminadas, saneamento básico e energia e mudanças climáticas).

Antes da conclusão do processo de acreditação para ensaios de geomembrana feito pelo IMT, fabricantes e demais interessados em realizar ensaios contavam apenas com laboratórios independentes no Canadá e nos EUA. Além de acarretar um aumento do custo final, tendo em vista a necessidade de despachar as amostras para o exterior, também havia um impacto negativo sobre o próprio amadurecimento do mercado brasileiro, pois isso aumentava a dependência de serviços prestados por profissionais estrangeiros.

“A iniciativa tomada pelo Instituto Mauá de Tecnologia, acreditando 14 ensaios de geomembranas, foi um primeiro passo dado em direção à autossuficiência da indústria brasileira de geossintéticos, aumentando a disponibilidade de laboratórios capazes de atender à demanda de ensaios acreditados. Por fim, o contato direto entre prestador de serviço e cliente traz maior credibilidade ao mercado”, reforça Leonardo Sanches Previti, engenheiro civil do Centro de Pesquisas, Divisão de Ensaios e Análises, do IMT.

Inaugurado em 2019 pelo Instituto Mauá de Tecnologia, o laboratório passou por várias etapas para receber o reconhecimento internacional. ​Foi necessária uma prévia da preparação que incluiu treinamento dos técnicos, para padronizar a realização dos ensaios e controlar possíveis fontes de não conformidade, integrando equipes das áreas de Engenharia Mecânica, Química e Civil.

O fato de os laboratórios administrados pelo Centro de Pesquisas já possuírem uma cultura de controle rigoroso, devido à implementação da norma ABNT NBR ISO/IEC 17025, facilitou todo o processo, já que o maior desafio esteve relacionado com a produção de dados que atestassem a repetibilidade dos ensaios. “Vale lembrar que para a engenharia civil brasileira esse laboratório é motivo de orgulho, uma vez que o País poderá tornar-se uma referência para o mercado latino-americano, assim como o Canadá e os EUA eram para nós até 2021. As empresas que desejarem analisar ou testar mantas de geomembrana deverão, portanto, procurar o suporte técnico do IMT”, completa o engenheiro Henrique Satkunas, Gerente da Divisão de Ensaios e Análises do CP.

Informações para a imprensa

RPMA Comunicação - Assessoria de Imprensa do Instituto Mauá de Tecnologia

Rodrigo Santos – (11) 99354-5230
rodrigo.santos@rpmacomunicacao.com.br

Claudio Monteiro – (11) 98970-4477
claudio.monteiro@rpmacomunicacao.com.br