Notícias

Insatisfação Positiva: dicas para buscar mais equilíbrio e enfrentar os desafios no dia a dia

27/07/2022 16:51

Administração

O período de férias está se encerrando para dar espaço a um novo semestre repleto de desafios.

Se faz parte dos seus desafios trazer mudanças positivas ao seu cotidiano, seja no âmbito profissional ou pessoal, vale a pena esta leitura: hoje nós vamos propor exercícios de reflexão para identificar os pontos de melhoria e buscar mais qualidade de vida e inteligência emocional.

Devido ao ritmo acelerado de informações e aos incontáveis problemas diários de pequeno, médio ou grande escalas, nós podemos ser dominados por sentimentos de frustração e insatisfação.

Agora, como administrar e tentar reverter o quadro?

Primeiramente, é preciso entender que a AÇÃO deve ser uma constante. Em publicação recente no LinkedIn do filósofo de destaque na atualidade, Mario Sergio Cortella, “o que te trouxe até aqui não será o que o levará adiante. O estado de aprendiz deve ser permanente para quem quer se desenvolver e para quem não quer regredir. Não fazer nada não te mantém nem onde você está, é retrocesso.”

Ao se deparar com alguma insatisfação, há sempre dois caminhos a seguir:
1) ficar chateado, triste, resmungar, somar problemas (quantitativo);
2) colocar-se em movimento, buscar soluções, não se acomodar com o que lhe incomoda (qualitativo).

Optar pela segunda via certamente é mais saudável às nossas emoções. Se você enfrenta uma ou mais problemáticas, procure encará-las sob uma nova perspectiva, “pensando fora da caixa” e olhando de cima, numa visão mais racional.

Importante: Cortella diz que “não existe ninguém qualificado, nós somos qualificantes o tempo todo. O exercício de analisar virtudes e limitações faz parte do processo do autoconhecimento”. A grosso modo, isso significa que nós não somos perfeitos, errar faz parte do caminho, mas a análise de nossas atitudes é primordial para identificar e resolver os problemas de forma mais qualitativa e menos quantitativa.

Mais uma frase do Cortella de muito impacto na atualidade, para refletirmos: “ser profissional no século 21 é um gerúndio, pois se trata de um processo. Não é um infinitivo, algo concluído”. Portanto, o exercício de autoconhecimento e análise de problemas deve ser rotineiro e incessante. “Nós precisamos ficar permanentemente atentos aos nossos modos de pensar e de fazer as coisas”.

Mas e quando nós, mesmo praticando diariamente os exercícios de autoconhecimento, não encontramos soluções tangíveis aos problemas enfrentados?

Primeiro, busque analisar se existe, entre os pensamentos, algo que reflita em você algum medo da mudança. Segundo Izabella Camargo, palestrante, apresentadora e produtora de conteúdo sobre saúde e segurança mental no trabalho, “a única certeza que temos é a incerteza. Tudo está mudando o tempo todo, a natureza é assim. Um dia não é igual ao outro e nós somos natureza.”

Buscar a autoconfiança exige, mais uma vez, AÇÃO. Procure trilhar caminhos para enfrentar esses medos e esteja aberto às inevitáveis mudanças.

Transtornos comuns na atualidade, como o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade - TDAH, também estão sendo empecilhos para uma vida mais saudável e produtividade sustentável. Se você notar que todo o esforço não está trazendo os resultados desejados, busque ajuda profissional: Terapia, Psicologia e Psiquiatria são caminhos interessantes.

Por fim, busque contribuir com sua mente: períodos de descanso são essenciais para manter a saúde física e mental. Procure criar uma rotina mais tranquila para colocar o corpo e a mente em ordem.

E você, tem algo a contribuir com os colegas para uma vida mais equilibrada e feliz? Compartilhe nos comentários!

#SaudeEmocional #InsatisfacaoPositiva #equilibrio #InteligenciaEmocional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *